segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Orgasmo: você já fingiu?



"Para a mulher, ruim não é simular o orgasmo,
mas quando o homem é tão rápido que
não dá nem tempo para fingir."

(Fabrício Carpinejar)

Será que o escritor tem razão ao dizer isso?

As duas situações são ruins, mas por que uma seria pior que a outra se nos dois casos a mulher não está sentindo prazer?

Essa idéia tem como fundamento a crença de que as mulheres (em sua maioria) já fingiram, fingem ou fingirão orgasmo em algum momento de suas vidas. Baseado no fato de que o orgasmo masculino pode ser notado de forma mais clara, acredita-se que as mulheres facilmente (e freqüentemente) possam enganar seus parceiros.

Os motivos que podem levá-las a fingir são:

-Medo de desagradar o parceiro que pode se sentir mal por considerar-se incapaz de satisfazer sua mulher. Assim, ela finge para que ele não pense que seu desempenho foi ruim. Nestes casos, o que ela deseja é não ferir a vaidade masculina.

-A mulher acredita que, se ele souber, perderá o interesse por ela, achando-a “fria”.

-Ela quer acabar logo. Neste caso, o sexo não está bom e as razões podem ser variadas: desinteresse momentâneo, cansaço ou porque o relacionamento já esfriou.

Independente das causas que levam a esse comportamento, quem o faz acredita estar diante da melhor saída. Talvez por isso, Carpinejar tenha dito essa frase. Se a mulher não consegue nem simular, o problema fica exposto. E muitas vezes não estamos dispostos a encará-lo.

Há quem goste de viver se enganando e jogando o lixo debaixo do tapete. Pode-se viver assim por muito tempo, mas em algum momento aquela sujeira acumulada vai sair em forma de frustração e até mesmo como raiva do parceiro.

E você o que terá ganhado com isso? Diploma de atriz?

Quem passa por isso deve ter em mente que o melhor caminho é o diálogo. É preciso dizer o que está acontecendo e procurar juntos a solução. Um casal capaz de conversar abertamente estará mais sintonizado na hora do sexo e conseqüentemente as coisas fluirão de forma satisfatória para ambos.

Outra coisa importantíssima é o autoconhecimento. Você precisa se tocar, conhecer seu corpo, saber do que gosta e como gosta. A masturbação é muito importante! Invista nela! Passe um tempo com você mesma e aproveite! Só terá benefícios.

Não tenha como meta principal atingir o orgasmo. A relação sexual pode (e deve) começar muito antes do ato em si, seja com a preparação do ambiente, um telefonema safado ou uma lingerie provocante.

Aproveite todo o tempo juntos, cada carícia, cada beijo, cada toque. O orgasmo dura alguns segundos, a relação sexual não. E lembre-se que o sexo deve ser um momento bom para ambas as partes. Por isso não perca tempo fingindo algo que você não está experimentando.



"Palavra de mulher"
Colaboradora: Valentina


11 comentários:

Elcio disse...

Na verdade esse eh assunto q rendeeee.
Leva-se hrs e hrs e n é certo se se chegará a uma resposta definitiva.
Assunto polêmico é assim.

É isso aí.
Bjs

Sexo Verbal disse...

Eu prefiro que a parceira diga que não chegou ao orgasmo. Não há nada de vergonhoso nisso, afinal, nem sempre somos nós os culpados (se é que dá para usar esse termo).

Abraços,

Enfil

Eu e a solidão disse...

Sempre fui muito encanada com isso, não minto, já fingi, queria que acabasse logo, fazia pela obrigação, mas pq o tal na época não satisfazia, era muito egocêntrico não havia aquela troca, aquele tesão recíproco que até então nem eu conhecia.

Depois de um certo tempo percebi que estava mentindo muito mais para mim mesma e não fiz mais, com disso eu era obrigada a ouvir que eu era fria, que eu tinha problemas, qdo na realidade o problema era ele...

Felizmente, hj não preciso mais fingir, até pq já não é mais necessário
sei o que é na verdade ter prazer, dar prazer e isso me deixa muito mais feliz, me sinto muito mais mulher...

Adorei o post,

Beijos!

A.S. disse...

Ah!... É uma delicia ler-te!!!

Beijos
AL

Engraçadinha disse...

Tem muita mulher que finge por insegurança ou por não ter atingido ainda o orgasmo. Não é por conta de ser atriz, ou fazer de propósito.
Tem mulher q abomina masturbação e esse é o caminho mais fácil pro auto-conhecimento. Mulher q se conhece e já chegou lá, não finge mais.

Eu já fingi, mas no início da minha vida sexual, por pura insegurança. Quando aprendi a deixar os tabus de lado e consegui conhecer meu corpo, isso acabou. E se o cara não consegue, não me importo de me tocar na frente dele. Muitos adoram.

Agora só não tenho orgasmo se não tiver tempo!

Nina... disse...

eu não sei bem pq, mas quem nunca fingiu que atire a primeira pedra...

Aproveitando, venha conhecer o meu blog, Dama na Mesa. Sexo e muito mais... Espero que goste!

Beijos,
Nina

pontorouge disse...

Cara, há muitos anos me recuso a fingir. Já nem lembro a última vez. Acho que o tempo faz com que nos conheçamos e saibamos o que nos dá prazer. Aí, se o cara não faz a parte dele, a gente coloca ele deitadinho e se diverte. rs

beijo rouge

Dani

Walter Filho disse...

Passando só pra dar os parábens aos que fazem o blog, ta muito bom, os posts estão muito bem escritos, adoro ler isso aqui. Utilidade pública rsrsr! Abraço e té+

andrea disse...

toda mulher ja fingiu um dia...mas, essa fase passa, começa-se a conhecer o caminho das pedras...ai, tranquilo, vc sabe e se o cara não sabe bem, vc serve de guia...sem problemas...

▒▓█► JOTA ◄█▓▒ disse...

ººº
Quando elas fingem não há volta a dar, né Enfil?

Mahria disse...

Fingidora profissional, fazer o que né?


Beijos
Mah