segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

A outra



Meu nome é Fernanda, sou de Juiz de Fora, tenho 39 anos, sou professora de Inglês, mas atualmente trabalho como Agente Penitenciária. Antes de tudo, gostaria de dizer que sou fã do Sexo Verbal e fui apresentada ao blog por indicação do site “A Vida Secreta”. Desde então, sempre que posso, tenho acompanhando as novidades por aqui.

Lendo o drama de Rachel, pensei em aproveitar o espaço da mesma forma, ou seja, escrever contando também a minha estória. Prontamente enviei um e-mail pro Enfil, trocamos MSN, acertamos uma data e hoje estou publicando o meu texto, na esperança de receber uma luz, uma indicação, uma idéia sobre o que posso fazer para salvar o meu casamento.

"Ela faz um tanto de coisas
que você nunca fez em mim!
Ela lambe o meu cu e eu
fico todo arrepiado!"


Eu amo o meu marido. Nos conhecemos na Faculdade e de lá saímos formados e casados. Tivemos quatro lindos filhos e vivíamos uma vida sossegada até o dia em que ele, do nada, endoidou e disse que queria se separar. Isso foi em outubro do ano passado. Desesperada, fiz de tudo para que ele não saísse de casa. Até uma falsa gravidez eu inventei. No fim, como mentira tem perna curta, acabei ainda tomando umas porradas, mas isso não importa. O que mais me deixou triste é que ele disse, na minha cara, que eu tava toda regaçada, com celulite, estrias na barriga, gorda e que não sentia mais atração sexual por mim. Pessoal, eu tive quatro filhos em um intervalo muito curto, sendo que fiquei grávida do terceiro enquanto o segundo ainda estava no quinto mês, amamentando! Quem é mãe, quem já teve filhos, sabe o quanto isso detona com o corpo da gente.

Não tenho vergonha de dizer que implorei que ele não me largasse. Eu sei que muita gente que está lendo isso agora deve estar pensando: “essa mulher é muito besta!”. Nem vou discordar, porque é besta mesmo que a gente fica quando ama alguém. Foi então que eu dei a idéia de fazer um acordo: ele poderia arrumar uma amante fora de casa, com a condição que voltasse à noite pra dormir comigo. Mesmo desconfiado com a minha bondade, ele acabou aceitando. E não é que o desgraçado arrumou uma amante rapidinho? E eu que achava que ele era um patola. Que nada! Mas o pior ainda estava por vir. Quando ele veio me comunicar o seu grande feito, descobri que ela é dez anos mais velha do que eu! Claro que não me agüentei, na mesma hora perguntei pra ele o que de diferente e especial tinha aquele "facão".

Segundo ele, apesar dos quase cinqüenta anos, ela é “uma coroa conservada e fogosa”. Que o corpo dela é lindo, e os cabelos “isso”, e a pele “aquilo”, e os peitos “não sei o que mais”. Mas foi quando ele passou a falar de sexo que minha cabeça deu um nó. Vou repetir palavra por palavra o que foi dito, para que vocês tenham a noção exata do problema. Disse ele:

“Ela faz um tanto de coisas que você nunca fez em mim! Ela lambe o meu cu e eu fico todo arrepiado! É bom demais da conta! Até os bagos ela coloca tudo na boca. Você nem pra isso se presta”.

Amigos, ninguém havia me dito que pra ter o amor desse homem precisava lamber o cu dele! Muito menos que tinha que meter o saco do infeliz de uma vez só na boca pra ele revirar os olhos! Eu estudei em internato e de lá eu já fui pra Universidade. A gente aprende alguma coisa aqui, outra ali, mas esse trem de lamber o tóba e engolir saco é coisa de doido!

Ontem eu estava dentro do ônibus, indo trabalhar e vi ele passando de carro com a “lambedora de cu”. Ela não é feia, não. Me deu um aperto tão grande, mas tão grande! Eu amo esse homem ainda e não quero perdê-lo. Já estou fazendo academia e um tanto de coisas: depilação a cada quinze dias, massagem estética e de relaxamento, limpeza de pele, hidratação e até drenagem linfática. Outro dia estava me olhando no espelho e vi que o meu corpo é até bom, só a barriga que precisa dar um jeito. Também comprei uns cremes, uns perfumes, quero mudar, sabe?

Espero que vocês não se ofendam com tudo isso que foi dito aqui. O pior, o podre, não foi dito pela minha boca, isso é certo. Mas tenho esperança de receber bons conselhos dos amigos que freqüentam esse blog. Li os comentários que deixaram no post da Rachel e achei tão lindo e bonito da parte de quem se deu o trabalho de tentar fazer algo por ela. Até chorei! Ando muito sensível.

Espero que entendam esse meu jeito besta de amar e me ajudem.

Beijão!


"Palavra de mulher"
Colaboradora convidada: Fernanda


14 comentários:

Sexo Verbal disse...

Quanto ao seu caso, acho que uma boa conversa sempre evita problemas como o que me contou. Você achava que conhecia o seu marido, mas o tempo provou que ambos eram dois estranhos vivendo sob o mesmo teto. Não concordo com relações abertas, assim como acho que para tudo há um limite nessa vida. Basta saber qual é o seu. Espero estar ajudando!
Abraços da equipe do Sexo Verbal.

Poeta69 disse...

Você não é besta...
Besta é o seu manso que deveria ter vergonha pela mulher que lhe deu vassalagem, roupa lavada, comida e foda para fazer 4 filhos...
Esse cara-de-cu deveria ter vergonha, não por ser lambido ou trepar com uma coroa, mas por ter uma mulher que com coragem ainda quer salvar o casamento, se emperequetando, fazendo academia, e outras coisas que mais...
Sabe o que eu te digo:
Arranja um amante, passeia com ele bem na frente do bostado e bota um sorriso de mulher, mas mulher mesmo e vai a luta que um dia ele vem rastejar em vc e ai vc diz: -Só se lamber o meu cuzinho!

Beijo e boa sorte

B. disse...

Antes de tudo, super obrigada por ler (ou em algum momento ter lido) o A Vida Secreta.

Eu não sou contra relações abertas, ainda que (sem exceção) todos os casais que conheci e haviam optado por esta forma de relação tenham se encaminhado para o fim. Mesmo eu, que por muito tempo me vi envolvida com equipes de manutenção sexual, adito que não existem fórmulas, mas no fundo todos buscamos uma certa normalidade (ainda que normal ou anormal dependa de cada um). No entanto, sou terminantemente contra a falta de amor, principalmente o amor próprio.

Acredite, este não foi o meu "ano do amor". A vida me surpreendeu, mostrando que nem sempre as coisas são o que parecem ser e eu, apesar de ter passado o meu período de luto com o fim da relação, desencanei e segui adiante, pois acho que o melhor a ser feito sempre, é seguir com a própria vida.

Só somos interessantes para o outro, quando somos interessantes para nós mesmos.

Algo que você disse me chamou atenção: "ninguém havia me dito que pra ter o amor desse homem precisava lamber o cu dele! Muito menos que tinha que meter o saco do infeliz de uma vez só na boca pra ele revirar os olhos!" E fiquei pensando...

Um dos maiores erros qdo estamos em crise na relação é pensar; "o que eu fiz de errado?" Quando na verdade, jamais podemos esquecer que ninguém se relaciona sozinho. Portanto, você não ter adivinhado e nem ele indicado, não significa que um dos dois tenha errado. Faltou iniciativa e conversa, de ambos...

Não acredito em relacionamentos eternos, mas acredito que a longevidade de qualquer relação depende dos dois.

Seu marido demonstrou falta de respeito declarando a vc os porquês da infidelidade. Particularmente, eu não daria segunda chance para este cara... Que ele fique com a sua lambedora de cu (que, diga-se de passagem, é uma prática que eu tb não sou adepta, só pra vc ter noção que todos temos direito a preferir isto ou aquilo)

Se desejar mesmo mudar, ficar linda, se sentir desejada... Faça por si. Provavelmente irá atrair olhares e atenções, especialmente a sua.

PS - Qto a vcs, pese a relação na balança. Compare o quanto está cômodo para ele e duro pra vc e nunca esqueça, por favor, que vc é a protagonista da sua história, ninguém mais. Acho que a resposta é óbvia...

Flavio Ferrari disse...

Minha cara ... é para se pensar sobre o que é uma boa relação a dois ... há muito aprendi a gostar de dar prazer para minha mulher, e isso significa prestar atenção nela, descobrir o que ela gosta, experimentar coisas novas ... e ela faz o mesmo por mim.
A gente se diverte muito com isso ... lambe, morde e enfia o dedo, aperta, afaga, etc, etc ... sem medo, sem tabus ... a maioria das vezes não precisa conversar a respeito ou pedir ... mas pedir também é permitido ... e negar, claro, é sempre um direito.
Como é que a "outra" descobriu o que seu marido gosta ? Experimentou !
Se o seu marido te deixasse só porque a outra "lambe", seria um idiota. Se ele te largasse porque a outra se preocupa mais em descobrir do que ele gosta (e, normalmente, quem faz isso na cama faz isso no dia a dia da relação também), já poderia começar a fazer sentido.
Se você resolvesse largar o seu marido só porque ele transou com outra, também não seria muito esperta. Mas se você decidisse largá-lo porque ele não tem um pingo de respeito por você (agressões de todos os tipos) demonstraria ter um mínimo de amor próprio.
Nessa vida, tudo é contexto ...

Afrodite disse...

Oi!
Pelo que li vc é uma mulher apaixonada ainda pelo seu marido.
Seu erro único foi esse...amou mais a ele que ele a você.
Depois de muitas porradas que a Vida me deu,descobri que o segredo de uma relação feliz,é vc amar menos...se entregar menos...
Mas já que o estrago foi feito a solução é cuidar de si mesma e mostrar pra ele que és melhor do que pensa!
Continue a se cuidar,tenha outros interesses fora de casa,olhe toda a vida que acontece ao seu redor.
Que tal se presentear com um amante também?
Acho que a hora que ele se sentir ameaçado por outro vai repensar o casamento de vcs!
Homens em geral não curtem concorrência,coisa que acabamos nos acustumando ao longo dos séculos...
Sua situação é delicada e perigosa de opinar,mas creio que ao fortalecer sua autoestima que parece estar detonada,tudo se encaixará e a vida irá te sorrir!
Ele não é o único homem da face da Terra que pode te fazer feliz...isso é uma realidade!
Cuide de si mesma e quem sabe não vai encontrar nesse caminho alguém que te ame e a faça feliz como esse seu marido há muito não faz?
Boa sorte!

PS:
Enfil,tô com saudade de vc,ok?

Cor de Rosa e Carvão disse...

Fernanda, querida, espero que os comentários aqui venham a contribuir com a melhora no teu relacionamento. O que tenho a dizer é que o ser humano, homem e mulher, é besta demais quando ama de verdade. Eu sou assim e não me envergonho. Mas tem uma coisa que aprendi com um amor mal sucedido: me amar tanto quanto ao outro, primeiro. Creio que é isso que falta para ti, mas, felizmente, já está se dando conta. Porém, não esquece, essas mudanças que está promovendo tem que ser por ti mesma. Para que se senti melhor, mais a vontade, mais bonita para si mesma. Para que se senta feliz e saiba que quem está perdendo é o teu marido.

P.S. Guria, eu nunca lambi cú, mas saco pra mim é como se fosse almondegas... Hehehehe.

Anônimo disse...

Continue com sua academia, seus cremes e perfumes ... mas faça isso por você amiga, não por ele! E depois que você estiver com a alto estima lá em cima, arrume um amante ou saia pra dançar, ria mais, curta seus filhos ! Sem amor a gente murcha, mas a felicidade não deve depender do outro .

Engraçadinha disse...

Fernanda querida, adorei seu sotaque no transcorrer do texto. Tenho familiares em Minas (sou do Rio) e sempre ouvi histórias de que mineiro é do babado! Eu não creio que vc tenha q se igualar ou medir forças com essa mulher para segurar teu marido. Muito provavelmente ele estava carente de atenção no casamento (4 filhos né?!) e já tinha a coroa como ás na manga.
Definitivamente ele não respeitou você de várias maneiras e como sua
auto-estima está detonada, vc está se sujeitando a todo tipo de coisa.
Sabe aquela frase: Há males que vem para o bem? Pois então, não tenha medo.
Confie em Deus, creia e ame-se em primeiro lugar. Ocupe seu tempo. Pare de se preocupar tanto com esse homem. Aprenda coisas novas, saia com as
amigas, informe-se, cresça como pessoa e tenha fé sabe?!
Eu tenho certeza q vc pode ser muito mais feliz até, com nova pessoa. O novo é maravilhoso!
Eu sei que vc quer o seu marido, pai dos seus filhos, mas e se a vida não quiser? Vc vai passar parte da sua existência lutando, medindo forças,
brigando quando ele próprio não valoriza isso? Concorda que é perda de tempo e q vc está deixando de viver?
Eu em seu lugar, procuraria crescer como pessoa, me conhecer, fazer uma terapia, coisas q enriquecessem minha auto-estima e minha evolução enquanto indivíduo. Certamente seria presenteada no final das contas.

Dani Antunes disse...

"Aprenda a dar valor a si mesma, mais do que ao homem "amado".
Eu não sou inexperiente assim; não a ponto de ter estudado em internato, mas... Enfim...
Sou bem inexperiente sim.
Mas, se tem uma coisa que eu preciso dizer é isso: dê valor a si mesma!
Porque esse homem, por mais que vc o ame muito, dificilmente dá o valor que vc merece.
Se fosse o contrário disso, eu duvido que ele fosse procurar outra na rua. Que o lambesse, ou não.
Relacionamento a dois precisa de confiança. E, sinceramente, mesmo nos meus míseros 24 anos...
Jamais confiaria num homem que procurou outra mulher. Principalmente se tratando de casamento!
Mas... Quem sou eu pra julgar?!
Boa sorte ai com o cara! E cuide-se! Isso é importante demais.
Não só no relacionamento com ele, como no seu relacionamento consigo mesma.
Feliz 2011! :) "


Beijo,

@daniantunes
http://meadiciona.com/daniantunes
http://mulheresalacarte.com.br

Crioula disse...

caraleo que homem mais besta este teu ein? Gata um conselho vc PRECISA ARRUMAR UM AMANTE! Primeiro pq vai fazer bem p tua aito estima e segundo que talvez ele acorde. Fala serio esse bocò nao te merece nao! Boa sorte e sinceramente acho q vc merece coisa melhor!
bjo

Anônimo disse...

Olha te digo uma coisa...você em primeiro lugar.
Para o homem o quintal do vizinho sempre terá a grama mais verde. Na minha opinião o homem só quer aquilo que causa inveja nos outros. Eu também sou mãe e já passei por essa fase, você tem que mudar pra ser notada, não precisa de amante, mas decididamente ele não te merece, pois não esta te respeitando.
Cuide-se, ame-se e tudo melhora.

bjs
maria

Fernanda disse...

Olha, só vou repetir o que todo mmundo falou (mas esse é o tipo de coisa que vc tem que dizer a si mesma): aprenda a se amar, não seja tão dependente de ninguém, e muito menos coloque a sua felicidade nas mãos dos outros. Não tenho nada contra relacionamentos abertos, quando o casal concorda e aceita a postura um do outro, e esse não é o seu caso, que está se magoando com a situação. eu de você não daria o pé na bunda dele por estar te traindo, ou por querer o divórcio, mas sim por todo tipo de violência, seja física ou verbal que ele está te submetendo. Nunca fui casada, mas já estive em um relacionamento com um homem muito machista, que foi acabando cm a minha auto-estima. ainda bem que acabou, pq depois disso pude me conhecer melhor e ir em busca do que me trouxesse felicidade. Eu simplesmente não consigo ver como dar certo um relacionamento com uma pessoa que não demonstra o mínimo respeito por vc, mas boa sorte seja qual for a sua escolha.

Homem disse...

Bem.. concordo que vc deve continuar academia cremes etc,.. para levantar a sua auto estima e valorizar a beleza... mas pq n propõe algo na cama melhor q essa outra... mulher...
homem sempre tem o desojo de ter mas d euma mulher na cama proponha a ele ir para cama com outra mas q n seja ela... chupe o ovo faca td deixa ele cheio de tesao..rs abs

Anônimo disse...

como todo mudo ai em cima falou se ame mais por que só assim esse cara vai perceber que ele não é responsavel por sua felicidade. Procure se renovar fazer coisas que você sempre teve vontade de fazer e não fez por vergonha..
Se quer tranzar com ele tranze mais jamais implore isso...Mostre a ele que você é capaz de viver sem ele pois quando ele perceber que ele te perdeu e que ele é um idiota por não ter valorizado a mulher que tem ele vai começar a te dar valor...
Mas ainda assim não significa que ele te dê realmente o valor que você merece..