quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Cadê a mulherada de verdade?

Pra quem me acompanha no meu blog sabe que meus pais estão se separando. E há alguns dias, em uma conversa muito franca com o meu pai, ele falou que estava buscando outras coisas, novas coisas para experimentar. Questionei se a minha mãe não poderia descobrir tais coisas novas junto com ele e ele disse que não, justamente por ser pudica demais.

Pô, mas como assim? Eles estão juntos há um pouco mais de 23 anos e ela ainda é “travada”? Eles não têm liberdade a ponto de mandar um SMS com elogios mais safados? Ela não tem liberdade para ser uma puta na cama, ao lado do homem da vida dela?

Fiquei estarrecida, confesso, e isso foi motivo de discussão com a minha mãe depois. Durante esses dias venho pensando e, em algumas conversas com amigas próximas e putonas na cama, cheguei à conclusão de que nós somos normais. Sim, normais! Mulheres envergonhadas a este ponto é que devem ter algum tipo de problema.

Minha mãe sempre questiona o lado do homem não ser carinhoso na cama e parece que o cara não é carinhoso na mesma proporção em que a mulher não se solta, não se torna uma puta. Ele busca tanto sacanagem, ela busca tanto amor na hora do sexo que no meio do caminho acabam se desencontrando. E não que eu pense que a mulher deve ser puta toda vez que for transar, diferente do homem que (geralmente) está mais aberto a esse tipo de relação. Agora, que mulher gosta de homem bobo na cama? Elas gostam dos safados, que falam o quanto elas são gostosas, que dão aquelas encoxadas enquanto elas estão fazendo alguma coisa, escovando os dentes ou sei lá o quê!

Daí me pergunto: é à toa que homem trai a parceira que mais parece ser virgem? Não é uma justificativa, claro, mas tenho uma porrada de amigos que dizem trair as namoradas por conta desse pudor sobrando na cama. Não é falta de amor, e sim de cumplicidade, de troca entre quatro paredes. E quando eles partem para outro relacionamento as mulheres não entendem e falam “ele me trocou por aquela baranga, como?”, mas são incapazes de entender que apenas um corpinho bonito não faz sexo gostoso. E os homens têm vontade de dizer como resposta, segundo um amigo, “mas ela me chupa e rebola como ninguém”.

Hoje há muitos recursos, sex shop não é um tipo de lugar difícil de encontrar, a internet está cheia de ideias diferentes e bacanas, as pessoas estão mais abertas a comentar sobre isso... Então por que continuar trancada nesse mundinho particular achando que fazer sexo anal, levar um tapinha na bunda, falar uma besteirinha no pé do ouvido do seu parceiro é coisa de puta? Puta, e não garota de programa – há uma diferença grotesca entre as duas coisas.

Enquanto existir mulheres que não saibam se soltar e dar ao marido/namorado o que ele quer, eles continuarão procurando fora, as garotas de programa que são pagas para serem putas. 


P.S. é claro que existe homem que acha que xingar, dar um tapinha, puxar os cabelos etc é coisa que não se faz com uma mulher, mas acredito que estes quase não existem.


"Palavra de mulher"
Colaboradora: Jaque
Blog: À Deriva

15 comentários:

Jana e Renato disse...

Jaque, já falamos algumas vezes sobre isso,inclusive sobre esse post.
Somos normais,mas ainda existem muuuuuuitas mulheres pudicas sim...Infelizmente.

Casmurro disse...

Um brinde às Putas! Ninguém merece as princesinhas...

pequena disse...

concordo muito!!
fasntasias foram feitas para serem vividas com quem a gente ama...
se tivermos vergonha dos nossos parceiros, nunca chegaremos a nos conhecer totalmente!

Deliciosamente Atrevida disse...

Com certeza a cumplicidade é mesmo necessária. Já tive meus momentos de púdica na vida, mas agora com certeza estou bem melhor... libeirei, me libertei rsrs, e agora estou muito mais feliz, e compartilho isso com meu companheiro deliciosamente!

Beijo Gde!

Sexo Verbal disse...

Acho que é possível chegar a um acordo sobre o que pode ou o que não pode na hora do sexo. Afinal, tem gosto (e gente) pra tudo, não é? Particularmente, gosto de mulheres sem frescuras. Gentre "travada" não é comigo!
Abraços,

Enfil

Única & Exclusiva disse...

Eu sou normalissima.
E é uma pena que as mulheres não percebam que não precisam ser pudicas. Chega de conformismo por causa da Sociedade e/ou dos próprios medos[sei lá doq chamam!rs]

bjos, ú&e =*********

Gisa disse...

Mulher que não é puta na cama abre concorrência. Só digo isso

Cor de Rosa e Carvão disse...

Nós somos normais e as pudicas também. Cada um sabe seu limite na cama e com seu parceiro. Seja cúmplice ou não. O sexo e o amor livre está baseado no respeito. Creio e ponto.

Babi Cardozo disse...

Olá, Desculpem enviar o convite por aqui. O Pura volupia linkou vcs e gostariamos de firmar parceria, se possivel nos conheça http://meninasvolupiosas.blogspot.com/

Beijos Voluptuosos

Babi

Simplesmente disse...

mas sabe tão bem....

Casal Delícia SC disse...

Há hoooora não lia algo tão verdadeiro e sincero por aqui. Em um posto nosso, escreví sobre isso. Você foi direto na ferida. No ponto certo da discórdia... Viramos fãs, não só do blog, mas de você também! Seria ótimo manter contato! Beijos!

Anônimo disse...

A, quem liga, se pelo menos for um gostosão, que tenha um pinto grande, e se ele encaixqar devagarinho na buceta minha e apertar, ja ta ótimo, eu so vou espreemendo é mto gostosoh

Afrodite disse...

O pior é que homens como vc relatou no final é o que mais tem...
Casei com um!!
Dá pra acreditar??

றαscαrαdα disse...

Adorei o post.. e tá ai uma verdade menina. Sim somos normais.

Mas realmente ainda existem mulheres assim, cheias de pudor.

Claro que não é uma justificativa para que os homens façam isso, mas é o principal motivo pelo que geralmente acontece uma traição. Procura-se fora o que não encontra na parceira.

Meninas,

Soltar o libido, a imaginação na cama não te intitula uma puta para a sociedade, mas lembrem-se você precisa ser uma puta pro seu parceiro, deixa-lo de quatro.. babando pela mulher sensacional que ele tem.

Beijo.

Masked

Rachel disse...

O meu post é justamente sobre uma coisa que estou vendo nessa foto: algemas. Querida, acho que não vai rolar e temo que o nosso casamento sofra um abalo. Vou esperar que ele desista de idéia e volte a ser o que era antes.

Beijo.