quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Quer salvar o seu casamento?

A psicóloga Maryse Vaillant tem a solução!

Algumas pessoas bebem cachaça e vão pra Internet (blogar, principalmente). Outras bebem e vão escrever livros. Esse parece ser o caso da psicóloga francesa Maryse Vaillant, que em sua última publicação, “Os homens, o amor e a infidelidade”, defende abertamente que a infidelidade masculina faz muito bem ao casamento.

Francamente, espero que ela essa doida ganhe muito dinheiro com o livro, pois perderá a sua clientela feminina (as casadas, pelo menos) em pouco tempo. Vejamos, resumidamente, o que ela diz:

- A mulher que permite que o marido pratique a infidelidade, irá se libertar, já que os pactos de fidelidade não são naturais, mas sim, culturais.

- Os homens que tem relações fora do casamento, não deixam de amar suas esposas (Cof! Cof! Cof!).

- Homens que são fiéis revelam uma fraqueza de caráter. Segundo a escritora, “eles não têm flexibilidade e são prisioneiros de uma imagem idealizada das funções do homem”.

E eu que sempre pensei que fidelidade estivesse ligada diretamente à índole...

Fonte

7 comentários:

andrea disse...

tem q torcer mesmo pra vender muito...as ideias dela como psicologa são bizarras demais...(in)fidelidade é pacto, afinal, combinado não é caro, não acha? Vai depender de cada casal decidir se é aceitavel ou não, lidar com a questão...

r. silva disse...

acho que ela tem razão. amo minha namorada, e, de fato, nunca a traí, mas tenho vontade de fazer sexo com algumas amigas. isso não tem nada a ver com o sentimento que tenho por ela ou nosso sexo, que é ótimo. porém, por haver essa coisa cultural da fidelidade, logo logo sinto que nossa união vai acabar, porque, qdo acontecer a infidelidade, não vou conseguir não contar a ela. ela não vai aceitar. logo, tudo acabado. o que é uma pena.

Engraçadinha disse...

Pra variar mto lindo aqui né?!
Cara, mas verdade seja dita, meu post foge totalmente do estilo de vcs.
Whatever...

bj.

William disse...

Fazendo uma média por cima com todos meus amigos/parentes/etc, mais ou menos 95% deles traem ou já traíram a atual namorada, seja com puta (sim, acredite) ou casos/amantes.

Eu faço parte dos 5% restantes, talvez pela pouca idade (22), mas posso dizer que até agora simplesmente não quis fazer isso...

Mas sabe de uma coisa? A grande maioria desses homens que conheço que traem (quase todos) realmente parece amar suas namoradas/esposas e são felizes desse modo, muitos chegando a dizer que se a mulher deles fizer direito tem o mesmo direito que ele... rs...

Pode ser que todos os homens que conheça fazem parte de um nicho? Pode, mas DUVIDO! Mas se é tão normal pq não abrirem logo o jogo e conversão sobre isso??? Não necessariamente liberar geral, mas chegar a um acordo pelo menos...

Afinal, o que é traição? Simplesmente se relacionar com outra pessoa? Não, traição é quebrar um acordo pelas costas. Se pelo menos se o erro for cometido, mais declarado assim que possível, será apenas um erro, não necessariamente uma traição...

Não estou dizendo que a autora do livro esta totalmente certa, e que devemos todos ter relacionamentos abertos, mas fingir que isso não existe e não é um problema real é hipocrisia.

Acredito que muitos casais seriam sim muito mais felizes com relacionamentos mais abertos, mas aceitar isso é derrubar um dos maiores tabus construídos em nossa cultura ocidental.

Dani Antunes disse...

"Algumas pessoas bebem cachaça e vão pra Internet (blogar, principalmente)."

Todo blogueiro que se preza já postou bêbado pelo menos uma vez na sua vida blogueira. #fato.

Ótimo texto! rs

Não Faça Sexo, Faça Amor! disse...

O que ela diz faz sentido. E então pq não deixar a mulher ter um amante também?! O Sr. Silva diz amar a mulher e o sexo, mas que por não haver essa "porta" aberta na mente da mulher dele, tudo um dia ira acabar. E você Sr. Silva deixaria sua mulher fazer sexo com os "amigos"?
De fato um homem que tem quem faça as coisas em ksa, e na "rua" quem o realize, sim será feliz. Se é preciso isso, pq não ser solteiro e pagar uma empregada?!

roksyvan disse...

é claro que deixaria ela ter um amante. porém, ela não concorda com isso, já conversamos. nunca me explicou direito por quê. mas, parece, pra ela é uma coisa "errada", não parece certo. então, não topa, e tb não me permitiria isso. o que me intriga é o fato de ela ser totalmente moderna em muitos assuntos, praticamente todos, mas bastante conservadora neste. vejam bem, o que eu busco é haja verdade num relacionamento. por que, em não havendo essa "liberdade", as traições acontecerão, de repente dos dois lados, um não contará ao outro, e viveremos ambos na mentira. é o que mais vejo acontecer, entre meus amigos.